Como já falamos muitas vezes aqui no Escola Blog, ter uma boa indexação no Google é essencial para que tenha sucesso no seu site. Se não tem bons resultados e sabe que tem um conteúdo interessante, provavelmente este é um dos aspetos em que está a falhar.

sitemap

 

Considere ler também:

 

O que é um sitemap e para que serve?

Um sitemap é, como o nome indica, um mapa do seu site. Estes pequenos ficheiros (que apenas contêm uma lista de todos os seus conteúdos) em formato XML têm uma das funções mais importantes para o seu site que é informar os motores de busca (principalmente o Google) de todas as atualizações no seu blog/site.

Uma das melhores maneiras de criar sitemaps é através do plugin Google XML Sitemap Generator for WordPress. Através deste plugin, conseguirá criar sitemaps com a frequência que deseja e submete-los no Google Webmasters Tools, tudo isto automaticamente!

 
 
 

Como configurar o Google XML Sitemap Generator?

Primeiramente, instale e ative o plugin.

Para aceder ao menu de configuração do Google XML Sitemap Generator, vá a “Opções”, “XML-Sitemap”. Irá aparecer o menu de configuração do plugin.

result of last build

A primeira tabela é sobretudo informativa, e diz-nos quando foi feito o ultimo sitemap e quando foi submetido. Diz também quais os principais motores de busca que foram informados das ultimas atualizações do seu blog! Nesta tabela tem uma opção para refazer o sitemap manualmente (rebuild the sitemap manually), que pode utilizar se quiser mudar alguma coisa no sitemap do seu site ou se alterou o seu blog ou servidor.

Basic Options

basic options

Na tabela seguinte, intitulada “Basic Options” você poderá escolher definições mais básicas do ficheiro que enviará para o Google Webmasters Tools.

No ponto Sitemap files, deve escolher que o seu sitemap seja feito no habitual formato XML e no seu formato compactado ( .gz).

Em Building Mode, defina que o seu sitemap seja automaticamente gerado quando adicionar novo conteúdo ao seu blog. Assim, garantirá que sempre que crie um novo artigo este seja devidamente indexado nos motores de busca.

A secção Update Notification é extremamente importante porque define se quer ou não notificar os motores de busca de novos conteúdos no seu site! Deixe um visto em todos!

Nas opções avançadas (Advanced options), pode definir qual o limite de posts que quer integrar no sitemap, definir quantidades de memoria para a criação do sitemap, entre outras coisas. Deixe tudo em branco e garanta apenas que o seu sitemap é feito em background, e faça um visto no ponto “Include a XSLT stylesheet” em Use default.

Additional Pages

additional pages

Nesta tabela você pode adicionar páginas ao seu sitemap que não são do seu blog WordPress. Isto é útil, principalmente quando tem o seu blog alojado num subdomínio ou então numa “pasta” do seu domínio. Por exemplo, se o seu site for www.seusite.com, e o seu blog wordpress for www.seusite.com/blog, você pode adicionar a sua homepage www.seusite.com nesta zona e garantir que será corretamente indexada aos motores de busca.

Post Priority

post priority

Aqui poderá definir as prioridades dos seus posts no sitemap. Uma forma útil de promover os seus artigos é definir a prioridade pelo número de comentários que têm. Assim, quantos mais comentários tiver, maior será a prioridade do artigo e mais relevante será para o Google, melhorando assim o posicionamento de palavras chave contidas nesse artigo nas pesquisas dos motores de busca.

Location of your sitemap file

location of your sitemap

Nesta secção, poderá definir qual o nome que irá dar ao ficheiro e onde está guardado dentro do seu website. Tradicionalmente o nome dos sitemaps são sitemap.xml, no entanto pode dar outro nome ao ficheiro. Normalmente estão guardados no diretório principal do seu site. Para ver o exemplo do sitemap do site EscolaBlog.com, poderá ver o link:

 

Sitemap Content

site map content

Agora pode escolher qual o conteúdo que quer. Para uma melhor otimização, deve escolher apenas a homepage, posts e páginas estáticas, uma vez que se submeter arquivos, tag pages e outros tipos de páginas está a duplicar ou triplicar os links que submete repetidamente. Deixe também um visto em “Include the last modification time” para que os motores de busca consigam saber quando o seu conteúdo foi mudado.

Excluded Items

exclude ditems

Tal como o nome indica, esta secção serve para definir quais os posts ou categorias que não quer que estejam presentes no seu sitemap. Para excluir uma categoria basta fazer um visto na categoria que quer excluir, enquanto que para excluir um post, deve por o ID de cada um e separados por virgulas.

Para obter o ID do post basta ir ao endereço do mesmo e retirar o número que o identifica (ou nome). Por exemplo:

http://escolablog.com/?p=764

onde o número 764 é o ID do post.

Change frequencies

change frequencies

Aqui poderá definir com que frequências o plugin deve procurar alterações nos diferentes tipos de páginas. Deve manter a sua homepage com uma frequência diária e o resto semanal, tal como indica a figura.

Priorities

priorities

Em Priorities você deve definir as propriedades das componentes do seu sitemap. Por vezes o Google não indexa todos os links que você envia no seu sitemap, portanto é essencial que escolha corretamente quais os que devem ser indexados primeiro para garantir que não deixa o seu site sem a sua homepage indexada ou os seus artigos por exemplo. Tente deixar a sua tabela de indexações como a que se apresenta em baixo.

Depois de configurar tudo não se esqueça de guardar as opções carregando em Update options.

Para verificar que o seu sitemap foi criado corretamente, vá ao seu Google Webmasters Tools, a Sitemaps e carregue o seu sitemap através do link que definiu anteriormente.

 

E você como cria e submete sitemaps no Google Webmasters Tools?

Agora já pode ficar descansado que o Google Webmasters Tools vai começar a indexar corretamente o seu site!

Até já!